Utensílios de ferro usados em preparações culinárias aumentam os níveis desse nutriente na alimentação?

Utensílios de ferro utilizados em preparações culinárias podem aumentar em cerca de 50% a quantidade de ferro (do tipo não-heme, que é o liberado pela panela) disponível do alimento.

Esta pode ser uma solução alternativa para a prevenção e tratamento da anemia ferropriva, em países em desenvolvimento, já que uma das causas principais dessa deficiência é a baixa ingestão e biodisponibilidade de ferro nos alimentos (1). Porém, a eficácia esse método alternativo é controversa. Há estudos que indicam que o aumento do ferro na dieta com o uso de panelas de ferro não é suficiente para atingir as necessidades de crianças no primeiro ano de vida (2). Outros revelam que é possível, sim, que haja esse aumento de ferro na dieta de crianças na mesma idade. Em pesquisa realizada no Brasil, os resultados mostram que o incremento médio no conteúdo de ferro da papa de vegetal cozida, que foi um dos alimentos estudados, em panela de ferro (6,28 mg de ferro/100g) foi 12 vezes maior, quando comparada com a dieta cozida em panela de alumínio (0,66 mg de ferro/100g). Além disso, a disponibilidade do ferro na forma de ferro não-heme nos alimentos cozidos em utensílios de ferro, , é a mesma da observada nos alimentos (3,4).

Há alguns fatores que podem interferir diretamente nessa passagem de ferro para o alimento, como pH ácido (encontrado, por exemplo, no molho de tomate), teor de água e tempo de cocção dos alimentos que têm o potencial de acrescentar ferro ao alimento. O tempo de utilização de uma panela de ferro não influencia na quantidade de liberação desse nutriente para o alimento, exceto nas primeiras três vezes de uso de uma panela nova, quando a quantidade de ferro liberada para o alimento é menor comparada com uma velha (1).

Clique aqui para saber a recomendação da DRI (Dietary Reference Intake) do ferro para cada faixa etária.

Referência (s)

1. Quintaes KL. Utensílios para alimentos e implicações nutricionais. Rev Nutr. 2000; 13(3):151-156.

2. Borigato EV, Martinez FE. Iron nutritional status is improved in Brazilian preterm infants fed food cooked in iron pots. J Nutr. 1998;128(5):855-9.

3. Geerligs PD, Brabin BJ, Omari AA. Food prepared in iron cooking pots as an intervention for reducing iron deficiency anaemia in developing countries: a systematic review. J Hum Nutr Diet. 2003;16(4):275-81.

4. Borigato1 EVM, Martinez FE. Conteúdo de ferro na dieta do lactente cozida em panela de ferro. J. pediatr. (Rio J.). 1995; 71(2):67-71.
fonte: NUTRITOTAL

Anúncios

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: