Anúncios

Um novo ritual do café brasileiro

Por ser um hábito passado pelas gerações, o café coado é o tipo de preparo mais comum no país. Com simples mudanças na forma de fazer, ele fica ainda mais saboroso. Sugerimos aqui algumas dicas que podem ajudá-lo a apreciar diariamente uma bebida deliciosa

TEXTO Mariana Proença IMAGEM Rogério Voltan PRODUÇÃO Nora Knapp ASSISTENTE FOTO Rafael Eisinger

No Brasil a cultura do café coado ou filtrado está presente na maioria das casas e carrega um significado de reunião entre familiares e amigos. Porém, há alguns anos, o simples ritual de preparar um café pela manhã, depois do almoço ou no lanche da tarde ganhou ar mais sofisticado com a presença dos grãos de qualidade. Os novos cafés precisam de uma atenção maior no preparo, o que destaca ainda mais o aroma e o sabor. Alguns pontos no modo de fazer devem ser mudados para melhorar o sabor do café diário.

De acordo com a pesquisa Tendências de Consumo de Café (2007), encomendada pela Associação Brasileira da Indústria de Café (Abic) e realizada pela TNS InterScience, 93% dos apreciadores de café tomam-no coado. Desses, 58% usam coador de pano, 35% filtro de papel, 13% cafeteira elétrica e 5% outros tipos de cafeteiras.

O hábito para o preparo do café normalmente é transmitido pela família e muito difícil de ser alterado. Porém, existem alguns pontos que transformam totalmente o sabor da bebida e para os quais vale a pena dedicar atenção e, por que não, educar o paladar. Vamos experimentar um novo café?

RENOVANDO O COSTUME
Primeiro é necessário que o café seja de qualidade, portanto, ao comprá-lo, leve em conta a marca, a existência de selos brasileiros e internacionais e a validade do produto. Cada tipo de preparo ressalta características diferentes do café. Grãos complexos com ótimo aroma e sabor cítrico são melhor apreciados no método de coador. O que determina as nuances do café são, entre outras coisas, condição geográfica da plantação, solo, microclima da região e topografia.

O coador de pano é um símbolo do café artesanal e é usado na maioria das casas brasileiras. Este método de preparo produz um café de qualidade, desde que alguns cuidados básicos sejam tomados com a limpeza. O pano deve ser lavado sempre depois de usado somente em água corrente e colocado para secar. O filtro de papel, que possui o mesmo sistema de preparo, é descartável justamente porque deve ser usado apenas uma vez.

Para que todo o trabalho do produtor não se perca no preparo, a água precisa ser filtrada ou mineral e não pode ferver. O ideal é que a temperatura fique em torno de 90°C a 95°C, ou seja, quando a água no fundo do bule começa a formar bolhas. Ao chegar nesse estágio deve-se apagar a chama.

Anúncios

1 thought on “Um novo ritual do café brasileiro

  1. Na nossa terra ( Península Ibérica, Espanha e Portugal) a palavra café, significa : CALIENTE, AMARGO, FORTE E ESPESSO. Por isso nos bebemos o café habitualmente expresso, sem açúcar e como muito, os bons apreciadores, com um palito de canela.

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: