Dr. Vinícius Graton - Complexo UMC / Rua Rafael Marino Neto, 600 - Karaiba, Uberlândia/MG

Uberlândia/MG

Ligue (34)3256-6300

Atendimento das 08:00 às 21:00 - De segunda a sábado

Procedimentos:

1 Consulta Inicial com 2 Avalições por Bioimpenciometria + 3 retornos

Para a sua comodidade e segurança:

Trabalhamos com todos os cartões.

Título

Autem vel eum iriure dolor in hendrerit in vulputate velit esse molestie consequat, vel illum dolore eu feugiat nulla facilisis at vero eros et dolore feugait

QUEDA NA DESNUTRIÇÃO INFANTIL

QUEDA NA DESNUTRIÇÃO INFANTIL – A pesquisa revela queda nas variáveis da desnutrição de crianças até 5 anos. Nessa faixa etária, o déficit de peso versus altura caiu de 2,3% para 2%, e o de peso versus idade, de 5,7% para 1,7%. O déficit de altura versus idade teve redução de 13% para 7% entre 1996 e 2006. A partir do novo padrão de crescimento da OMS de 2006, os dados apurados pela PNDS de 1996 são, atualizados, 13% e não 10%, como informa o estudo.

“As crianças brasileiras estão crescendo mais e melhor. Em 10 anos, tivemos uma redução de 50% no déficit de altura por idade em menores de cinco anos e em regiões como o Nordeste, esta redução foi cerca de 70%. Poucos países alcançam esta marca em tão pouco tempo”, explica a coordenadora de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde, Ana Beatriz Vasconcelos.

Ela acrescenta que esse indicador mede o acesso aos serviços básicos de saúde e está relacionado ao esforço do Ministério da Saúde em ampliar e qualificar as equipes de Saúde da Família. “Hoje são 28 mil equipes e 218 mil agentes comunitários de saúde. Esse aumento é mais de 600% do número de equipes que havia há dez anos”, completa.

A PNDS revelou a existência de excesso de peso para a altura em 6,6% das crianças com menos de cinco anos, em 2006. A região Norte apresentou o menor índice, de 5,2%, e a Sul, o maior, de 8,8% das crianças. As regiões Sudeste, Centro-Oeste e Nordeste apresentaram índices de 6,7%, 7% e 6%, respectivamente.

A PNDS-2006 conclui que a insegurança alimentar está associada a domicílios nas regiões Norte e Nordeste, ao meio rural, à baixa escolaridade, à aglomeração domiciliar (mais de sete moradores) com crianças e adolescentes, à entrevistada ser negra, ao desemprego e à ausência de trabalho nos últimos 12 meses.
A pesquisa, financiada pelo Ministério da Saúde e executada pelo Cebrap, teve o apoio do Núcleo de Estudos de População e Departamento de Medicina Preventiva da Faculdade de Ciências Médicas (todos da Unicamp), Núcleo de Pesquisas em Nutrição e Saúde da Faculdade de Saúde Pública da USP e Laboratório de Nutrição do Departamento de Clínica Médica da Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto da USP.

Anúncios
Website: nutricaosadia.com

Dr. Vinícius Graton é Nutricionista atuante na Nutrição Clínica & Nutrição Esportiva. Em Uberlândia/MG atende na Clínica Renova - Rua Bernardo Guimarães 417 - Bairro Fundinho. Contato (34) 3255-1237 ou 3231-8655. Para Assessoria Online envie WhatsApp (34)98407-3617

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: