PIRÂMIDE ALIMENTAR – OMS

Como é: Ensina como distribuir os cinco principais grupos de alimentos no cardápio diário. Na base da pirâmide, os carboidratos integrais (pães, arroz, massas), que são consumidos em maior quantidade (de 5 a 9 porções), seguidos pelos vegetais (de 4 a 5) e frutas (de 3 a 5), leite e derivados magros (3), carnes e ovos (2), leguminosas, como feijão e lentilha (1 ou 2 porções), e, por último, açúcares, doces, óleos e gorduras (1).

Benefícios: Emagrecimento saudável, sem riscos para o organismo. A perda pode ser de meio a 1 quilo por semana. Para melhores resultados, é fundamental o acompanhamento do nutricionista.

Pontos a favor: O endocrinologista Márcio Mancini, de São Paulo, deu nota máxima a essa dieta. “É muito saudável. Estimula o consumo balanceado de todos os grupos de alimentos e fornece os nutrientes essenciais para o organismo.” A dieta é pouco restritiva. “Se respeitar a quantidade das porções, você pode fazer suas escolhas e comer quando quiser”, diz a nutricionista Thaís Arthur, de São Paulo.

Cuidados especiais: Uma dificuldade é “decorar” o tamanho da porção de cada alimento. No caso das frutas, por exemplo, uma porção nem sempre é a fruta inteira. Pode ser uma fatia, uma xícara de chá, um determinado número de unidades.

Anúncios

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: