O consumo excessivo de refrigerantes e a nossa saúde


Por Jocelem Mastrodi Salgado

Atualmente têm-se observado no Brasil e no mundo um alto consumo de refrigerantes, principalmente entre crianças e adolescentes. Isso é um motivo de grande preocupação uma vez que a predileção por esse tipo de bebida pode ter sérias conseqüências sobre a saúde do indivíduo tais como a obesidade, a cárie dentária e deficiência de certos minerais como cálcio e ferro.

Calorias vazias:

Os refrigerantes são classificados como bebidas não-alcoólicas gasosas. Eles consistem, em grande parte de água com gás misturada com açúcar ou adoçante artificial, além de vários aromatizantes naturais ou artificiais e corantes. Muitos contém cafeína. A maioria deles traz pouco ou nenhum valor nutritivo. A ingestão habitual dessas bebidas leva a um alto consumo de calorias inúteis, justamente por não acrescentar nenhum nutriente ao organismo. São as chamadas “calorias vazias”. Em média, 1 litro de refrigerante fornece cerca de 400 calorias. Portanto, quando você consome uma latinha que contém cerca de 350mL da bebida, a quantidade de calorias vazias ingeridas será de 140cal. O que mais preocupa os especialistas, é que o consumo de refrigerantes têm feito com que bebidas saudáveis como leite, sucos naturais, iogurtes, que trazem inúmeros nutrientes essenciais ao nosso organismo, deixem de estar presente na alimentação do dia-a-dia das pessoas. Observa-se freqüentemente a substituição dessas bebidas nutritivas pelos refrigerantes em refeições como o almoço, jantar, lanche da escola, festinhas de aniversário, etc…..

Os especialistas observam também que o gás acrescentado a essas bebidas produz certa distensão gástrica, inibindo o apetite e reduzindo o consumo de alimentos verdadeiramente bons à saúde. Um estudo recente publicado pela Revista “Arquivos de Medicina Pediátrica e Adolescente” com crianças de 2 a 17 anos de idade mostrou que aquelas que fazem dos refrigerantes sua principal bebida, apresentam deficiência de vitamina A, cálcio e magnésio, nutrientes muito importantes para o nosso organismo.

Os refrigerantes causam dependência?

Muitos refrigerantes podem conter cafeína, principalmente aqueles do tipo cola. A cafeína é uma substância estimulante do sistema nervoso central, que quando ingerida em excesso pode causar certa dependência. Os fabricantes alegam que esta substância é adicionada aos seus produtos puramente por causa do sabor, mas existem certos pesquisadores que acreditam que essa não seria a verdadeira intenção. A grande preocupação é saber, de fato, quanto dessa substância está sendo utilizada no refrigerante. Uma criança de 27Kg que ingere uma lata de refrigerante de 350mL contendo 50mg de cafeína, estará ingerindo o mesmo que um homem de 80Kg ao consumir quatro copos de café. Geralmente, uma criança muito agitada ou com problemas para dormir poderá estar sob o efeito do consumo exagerado de refrigerantes. Nos adultos, o excesso de cafeína pode aumentar a pressão arterial e tornar irregulares os batimentos cardíacos.

As implicações para a saúde do consumo exagerado de refrigerantes

O consumo excessivo de refrigerantes pode ocasionar excesso de peso e cárie dental, já que o açúcar estimula o crescimento das bactérias causadoras da cárie. Entretanto, a maior preocupação fica por conta das grandes quantidades de fósforo contida nessas bebidas. O excesso de fósforo atrapalha a absorção de cálcio e pode prejudicar o desenvolvimento de ossos e dentes das crianças. No meu livro Previna Doenças. Faça do Alimento o seu Medicamento faço um alerta sobre os problemas relacionados à osteoporose. Eu comento que o excesso de fosfatos presentes em bebidas gasosas pode alterar o balanço cálcio/fósforo, invertendo-o, com predomínio do fósforo, o que impede a absorção do cálcio. Conclusão: pessoas que querem prevenir a osteoporose não devem abusar dessas bebidas. Em um estudo publicado pela Universidade de Harvard, Estados Unidos, com 469 estudantes, os pesquisadores observaram que o consumo excessivo de refrigerantes aumentava as possibilidades de sofrer fraturas entre meninas ativas (intensa atividade física) e isso era agravado principalmente quando os refrigerantes eram do tipo cola. Os pesquisadores levantaram dois fatores que poderiam estar envolvidos nesse problema: o fosfato presente nas bebidas que afeta o metabolismo do cálcio e a massa óssea e também a substituição do leite pelo consumo de refrigerantes, o que privava o organismo das garotas da quantidade necessária de cálcio.

Cinco dicas importantes para consumir refrigerantes sem prejudicar a sua saúde

– Leia cuidadosamente os rótulos dos refrigerantes para conhecer o real conteúdo deles.
– Crianças que abusam de refrigerantes antes e durante as refeições podem perder o apetite por comidas saudáveis.
– Bebidas associadas a sabores de frutas geralmente contém menos de 10% de suco de frutas e altas quantidades de adoçantes e corantes. Não se deixe enganar.
– Prepare bebidas saudáveis e econômicas em casa, misturando água gasosa com sucos de frutas (veja uma receita a seguir).
– Os refrigerantes se consumidos com moderação não são nocivos. O importante é não exagerar na quantidade para não tirar a fome e substituir os nutrientes importantes da dieta.

Receita de refrigerante caseiro

– 4 cenouras médias
– 1 copo de suco puro de limão
– 2 xícaras (chá) de açúcar
– ½ casca de uma laranja (bem lavada)
– 3 litros de água com gás
– Bater os ingredientes e parte da água no liqüidificador. Depois disso acrescentar o restante da água
– Pode ser servido integral ou coado

Cedido por: http://www.uol.com.br/

Anúncios

Website: nutricaosadia.com

Dr. Vinícius Graton é Nutricionista atuante na Nutrição Clínica & Nutrição Esportiva. Em Uberlândia/MG atende na Clínica Renova - Rua Bernardo Guimarães 417 - Bairro Fundinho. Contato (34) 3255-1237 ou 3231-8655. Para Assessoria Online envie WhatsApp (34)98407-3617

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: