Nova bactéria do mau hálito

Principal causa da úlcera, Helicobacter pylori também está associada ao odor desagradável na boca

A Helicobacter pylori, bactéria que causa úlcera, está associada também ao mau hálito, segundo estudo japonês. Pesquisadores encontraram o microrganismo na boca de pessoas que não apresentavam doenças estomacais, mas reclamavam de hálito desagradável – a chamada halitose. A influência dessa bactéria pode ser indireta e estar relacionada a outras causas do problema.

Helicobacter pylori observada ao microscópio eletrônico. Um estudo japonês acaba de mostrar que essa bactéria está associada a casos de halitose (foto: Yutaka Tsutsumi / Escola de Medicina da Universidade de Saúde Fujita).

A H. pylori é freqüentemente encontrada no organismo humano. Nos países desenvolvidos, estima-se que 20% a 80% das pessoas estejam infectadas pela bactéria, enquanto nas nações subdesenvolvidas esse número pode chegar a 90%. A descoberta de que essa bactéria causa úlcera – antes associada estritamente ao estresse e a alguns estilos de vida – rendeu o prêmio Nobel de medicina ou fisiologia a pesquisadores australianos em 2005.

Agora um estudo realizado por pesquisadores da Faculdade Dentária de Fukuoka, no Japão, e publicado em dezembro no Journal of Medical Microbiology mostra que a ação da H. pylori pode não ser restrita a problemas no estômago. “Revelamos a relação entre a presença de H. pylori na boca e o mau hálito”, diz Nao Suzuki, um dos autores do artigo, à CH On-line. Recentemente, a boca foi identificada como um possível reservatório dessa bactéria.

A pesquisa foi feita com 326 pessoas que sofriam de mau hálito. A H. pylori foi encontrada na boca de 6,4% delas. Os indivíduos infectados apresentaram uma concentração muito maior de gases que geram mau hálito – o sulfeto de hidrogênio e a metilmercaptana. Esses compostos são produzidos pela H. pylori, mas também por outras bactérias que habitam a boca. Os exames mostraram ainda uma quantidade mais alta de sangue oculto na saliva das pessoas infectadas pela bactéria.

Influência indireta
Os pesquisadores verificaram que a H. pylori também está relacionada à doença periodontal, uma causa comprovada da halitose. Essa doença ataca os tecidos de sustentação dos dentes, como a gengiva e os ossos. Em indivíduos com periodontite, uma inflamação que vai da gengiva ao tecido ósseo superior, a porcentagem de infecção por H. pylori chegou a 15,7%. Além disso, a presença de uma das principais bactérias periodontais foi maior nas pessoas que carregavam também a H. pylori na boca.

“A infecção por H. pylori provavelmente está associada indiretamente com a halitose”, explica Suzuki. “É possível que a presença dessa bactéria aumente o problema do mau hálito, já que ela está associada com a doença periodontal, que é uma causa da halitose. O que não sabemos ainda é se a infecção da H. pylori na cavidade oral é causa ou resultado dessa doença.”

Os pesquisadores querem agora avaliar qual é o papel da boca na ocorrência de doenças estomacais causadas pela H. pylori. “São necessárias investigações adicionais sobre a relação entre as infecções por H. pylori na boca e no estômago”, diz Suzuki. E prevê: “A evidência do papel da boca na transmissão da H. pylori gástrica será revelada em um futuro próximo.”

Tatiane Leal
Ciência Hoje On-line

http://nutricaosadia.blogspot.com/

Anúncios

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: