Anúncios

Ingerimos vitaminas nas quantidades ideais?

O estilo de vida moderno contribui em muito para que nosso organismo não tenha a quantidade ideal de vitaminas. No corre-corre do dia a dia não nos alimentamos corretamente e o estresse provoca uma descarga de hormônios que atrapalham a ação das vitaminas.

Além disso, a própria preparação dos alimentos faz com que eles percam nutrientes e as vitaminas são sensíveis a alterações de calor, umidade, luz, presença de oxigênio, deficiências do armazenamento.

Já a vitamina C e o complexo B, que são hidrossolúveis (se diluem na água), perdem-se pelo vapor ou pela própria água do cozimento.

Segundo o Dr. Keneth Cooper o melhor meio de cozimento para preservar as vitaminas antioxidantes dos alimentos são : forno de microondas, vapor e refogamento.

Cooper aconselha o cozimento brando a vapor, ou com pequena quantidade d’água, para alimentos com elevado teor de beta-caroteno (precursor da vitamina A) como cenouras, batata doce, brócolis e espinafre. Somente 1% do beta-caroteno da cenoura é utilizado pelo corpo, entretanto um cozimento brando pode aumentar a absorção ao auxiliar a digestão.

Com relação à vitamina C, estudos mostraram que 27-62% desta vitamina no brócolis são perdidos quando fervidos em grandes quantidades de água. Em compensação, perde-se apenas 10-20% durante o cozimento em microondas. Já a vitamina E pode se degradar ou ser destruída durante o processo de fritura.

Anúncios

Deixe uma resposta

%d blogueiros gostam disto: