A Nutrição a Serviço da Natação

A preparação envolve treinamento intenso, disciplina, dedicação, saúde em dia, sono e alimentação adequados, um bom trabalho mental e muito mais. E, com a evolução da ciência do esporte ao longo dos últimos, anos, o papel de uma equipe de suporte ao atleta, com médico do esporte e nutricionista, mostra-se fundamental para a melhora do rendimento na piscina.

Preparação

O ideal é que médico do esporte e nutricionista trabalhem em conjunto com atletas e treinadores. O médico do esporte ajuda na identificação do cansaço do atleta, a qualidade do treino, sua segurança e estado de saúde, a qualidade do sono, a sobrecarga articular e a prevenção de lesões. Assim é possível intervir precocemente no trabalho de preparação, a partir de uma boa comunicação entre treinadores, fisioterapeutas e preparadores físicos do clube. Isso se faz por meio da coleta de dados bioquímicos, avaliação clínica, exame físico e avaliação termográfica, que trazem todas as informações necessárias. Os marcadores hormonais ou bioquímicos mostram se o treino está intenso ou fraco; se o atleta está cansado ou se está entrando em overtraining, se existe deficiência de vitaminas, ferro ou outras substancias que reflitam no rendimento e na saúde do atleta.

O Nutricionista

O nutricionista acompanha mensalmente a composição corporal, a suplementação e a alimentação do atleta de acordo com o objetivo em cada fase de treino. Conhecer a periodização do treinamento do atleta é fundamental. Entendemos, portanto, a obrigatoriedade de um bom relacionamento com o treinador. E o mais importante, precisamos ter dados para que o atleta se conheça bem. Por exemplo, o atleta que atinge sua melhor marca precisa saber qual era o peso dele no momento, como estavam seus marcadores hormonais e bioquímicos, como estava o sono e etc.

Anúncios