Dicas Para Reduzir o Enjôo na Gestação

A gestação é um período da vida da mulher que necessita ser avaliado com especial atenção, já que envolve diversas alterações físicas, hormonais e psíquicas que podem interferir na sua saúde como um todo. Todas essas alterações geram uma série de sintomas que podem interferir na ingestão alimentar e, por isso, devem ser considerados na hora de definir a dieta da gestante.

As mudanças hormonais, o aumento da sensibilidade do olfato e o excesso de ácidos no estômago são alguns dos fatores que contribuem para que 80% das mulheres grávidas sintam enjôo, que é chamado cientificamente de êmese gravídica.

Especula-se que este quadro pode ser considerado um mecanismo de proteção onde a gestante tende a se afastar de alguns fatores que podem desencadear a má formação fetal, porém este fenômeno ainda não está comprovado cientificamente.

Com o aumento da síntese da progesterona no ovário nas primeiras semanas de gestação, a gestante tem um aumento do sono, cansaço, diminuição das funções intestinais, diminuição do esvaziamento gástrico e maior retenção de líquido, o que pode gerar um mal estar intenso nas mulheres grávidas e intensificar os enjôos.

Estes sintomas podem diminuir após três meses de gestação, porém em alguns casos pode durar a gravidez toda e por isso devemos ter cuidado para que a alimentação da gestante não promova nenhum déficit que possa impactar no desenvolvimento ideal do bebê.

Seguem algumas dicas para reduzir o enjôo durante a gravidez:

  • Como algum alimento a cada duas horas, sempre em pequenas porções – muitas horas em jejum é um dos fatores que aumentam o enjôo;
  • Biscoitos salgados e torradas podem ser uma boa dica para o café da manhã – estes alimentos tem uma digestão fácil e não sobrecarregam o estômago;
  • Evite odores fortes, comida gordurosa e temperos fortes – estes alimentos têm uma digestão mais lenta podendo sobrecarregar o estômago e deixar a sensação de estômago cheio, desconfortável;
  • A intolerância a leite e carnes é muito comum. Como estes alimentos são as principais fontes de proteínas, cálcio e ferro, é importante estar atenta e optar por outros alimentos fontes de proteínas: ovos, iogurte, queijos, leguminosas, peixes e frango;
  • Não consuma álcool – além de prejudicar a formação do bebê, pode dificultar o trabalho do estômago;
  • Não abuse do café – além de atrapalhar o sono se consumido em quantidades elevadas, pode promover mais enjôo;
  • Adicionar limão na água ou em chás e beber durante o dia pode ajudar a diminuir os enjôos;
  • Coma alimentos ricos em carboidratos – arroz, macarrão, batata. Além de terem uma digestão fácil, fornecem energia e ajudam a controlar o enjôo;
  • Durante as refeições não beba nada, isso pode dificultar a digestão;
  • Limonada sem açúcar e bebidas frias e ácidas ajudam a diminuir o enjôo;
  • Evite deitar após as refeições.

Vale lembrar que a assistência médica durante o pré natal é fundamental para a identificação de fatores de risco e para o controle de todos os sintomas que ocorrem durante a gestação.

Anúncios

Post Author: Website: nutricaosadia.com

Dr. Vinícius Graton é Nutricionista atuante na Nutrição Clínica & Nutrição Esportiva. Em Uberlândia/MG atende na Clínica Renova - Rua Bernardo Guimarães 417 - Bairro Fundinho. Contato (34) 3255-1237 ou 3231-8655. Para Assessoria Online envie WhatsApp (34)98407-3617

Deixe uma resposta