Amendoim pode ajudar a reduzir risco de doença cardíaca, diz estudo

O amendoim, seja em forma de farinha sem gordura, de óleo, ou inteiro, têm efeitos benéficos na redução do risco de doença cardíaca, segundo estudo apresentado no encontro anual do Institute of Food Technologists, nos Estados Unidos. De acordo com os pesquisadores, o efeito protetor do amendoim ocorre principalmente pela redução nos níveis de LDL (colesterol “ruim”).

A pesquisa comparou o efeito, em roedores, de quatro dietas que continham quantidades similares de gordura, carboidratos e proteína. Em três dietas, o amendoim inteiro, o óleo e a farinha derivados foram substituídos por alimentos com nível calórico equivalente.

E os resultados indicaram que as dietas contendo o amendoim, em qualquer uma das três formas, reduziram os níveis de colesterol total e de colesterol “ruim”, mantendo a mesma quantidade de “bom” colesterol (HDL) no sangue.

“Nós mostramos agora que há componentes além da ‘gordura saudável’ nos amendoins que têm fortes benefícios para a saúde”, disseram os autores. Nutrientes como a proteína, a arginina, fibras, folato, vitamina E, niacina, minerais, antioxidantes, e bioativos como o resveratrol e fitosteróis, presentes em produtos do amendoim, poderiam, segundo eles, reduzir os fatores de risco cardíaco.

Antes de recomendarem o consumo de amendoim como prevenção de doenças cardiovasculares, mais estudos, inclusive com humanos, são necessários para confirmação.

Fonte: Institute of Food Technologists. Julho de 2008.

Anúncios

Post Author: Website: nutricaosadia.com

Dr. Vinícius Graton é Nutricionista atuante na Nutrição Clínica & Nutrição Esportiva. Em Uberlândia/MG atende na Clínica Renova - Rua Bernardo Guimarães 417 - Bairro Fundinho. Contato (34) 3255-1237 ou 3231-8655. Para Assessoria Online envie WhatsApp (34)98407-3617

Deixe uma resposta