A cirurgia de redução de estômago é recomendada para adolescentes?

A indicação da cirurgia de obesidade, também chamada cirurgia bariátrica, para adolescentes é controversa (1,2,3). Alguns cirurgiões dizem que o procedimento deve ser realizado apenas na idade adulta, mesmo que a progressão e o curso debilitante da obesidade estejam crescendo cada vez mais (2). Outros afirmam que a própria obesidade pode ser fator dificultador dos estudos, na medida em que diminui os anos escolares (provavelmente por decorrência da discriminação social) (3).

De acordo com o Instituto Nacional de Saúde dos Estados Unidos, a cirurgia bariátrica é indicada para adolescentes entre 12 e 18 anos (4). Sugere-se que a intervenção cirúrgica precoce seja indicada para que os adolescentes apresentem menos problemas futuros de discriminação, psicológicos, comportamentais, inserção social e de saúde (2,4).

É importante ressaltar que a maioria dos adolescentes obesos mantém a obesidade na vida adulta, por isso a intervenção cirúrgica nessa população tem aumentado e vem sendo apoiada (5).

Para adolescentes, a indicação cirúrgica é similar a de adultos, abrangendo os seguintes critérios (6):

1-Falha maior que seis meses nas tentativas disponíveis para controle de peso, determinadas com a assistência de seus médicos;

2-Maturidade psicológica atingida ou próxima de ser atingida;

3-Obesidade grave (IMC > 40 kg/m2) com comorbidades graves relacionadas à obesidade ou IMC > 50 kg/m2 com comorbidades menos graves;

4-Demonstrar compromisso à compreensão das avaliações médicas e psicológicas antes e após o procedimento cirúrgico; além de capacidade de decisão;

5-Concordar em evitar gravidez por pelo menos um ano após a cirurgia;

6-Ser capaz de aderir ao tratamento nutricional pós-cirúrgico;

7-Consentir autorização ao procedimento cirúrgico;

8-Ter apoio e envolvimento familiar.

O manual norte-americano de condutas para cirurgia bariátrica em adolescentes reforça a necessidade da qualificação da equipe que tratará dos pacientes: ela deve ser composta de médicos, nutricionistas, psicólogos, psiquiatras, professores de educação física e demais especialistas em adolescentes, já que o sucesso cirúrgico depende do tratamento e assistência recebidos não somente após, mas também anteriormente à cirurgia. A família também deve ser considerada para se garantir o sucesso cirúrgico (6).

Foi realizado estudo com 19 adolescentes em idades de 13 a 17 anos, acompanhados por 10 anos após a cirurgia. Durante esse período, nenhum dos adolescentes apresentou mortalidade ou morbidade. Apenas um dos pacientes não perdeu peso conforme esperado pelos cirurgiões. Todas as famílias estavam satisfeitas com os resultados da operação. Os pacientes receberam acompanhamento de equipe médica e nutricional para a cirurgia. Para os realizadores do estudo, a obesidade deve ser controlada antes que o paciente apresente sérios problemas emocionais e conseqüências físicas da doença (2).

Eticamente, deve-se a considerar se a saúde do adolescente está sendo prejudicada pela obesidade, se o paciente falhou nos demais tratamentos para correção da obesidade, e se tem a capacidade de decidir pela cirurgia. A capacidade de decisão a respeito da cirurgia não é determinada apenas pela idade cronológica, mas concorda-se que crianças menores de 13 anos usualmente não podem tomar decisões relacionadas a um procedimento tão complicado e sério (6).

Cada equipe multidisplinar pode, entretanto, ter diferentes critérios de contra-indicação para a cirurgia (3).

Referência (s)

1. Obesidade mórbida: tratamento cirúrgico. Júnior ABG, Gama-Rodrigues JJ, Waitzberg DL. In: Waitzberg DL. Nutrição oral, enteral e parenteral na prática clínica. 3 ed. São Paulo; Atheneu, 2000. p.1041-1047.

2. Bariatric surgery in adolescence. Is this the best age to operate? Capella JF, Capella RF. Obesity surgery 2003; 13: 826-832.

3. Segal A, Fandiño J. Indicações e contra-indicações para realização das operações bariátricas. Rev Bras Psiquiatr. 2002;24(Supl III):68-72.

4. Ilias Ej, Castro OAP, Kassab P. Cirurgia bariátrica para adolescentes muito obesos. Rev Assoc Med Bras 2004; 50(1):1-20.

5. Nadler EP et al. Short-term results in 53 US obese pediatric patients treated with laparoscopic adjustable gastric banding. Journal of Pediatric Surgery 2007; 42:137-142.

6. Bariatric surgery for severely overweight adolescents: concerns and recommendations. Acessado em 28/02/2007. Disponível em: http://www.guideline.gov/summary/summary.aspx?doc_id=5728&nbr=003845&string=bariatric+AND+surgery+AND+adolescents#s23. Acessado em 2/03/2007.

Anúncios

Post Author: Website: nutricaosadia.com

Dr. Vinícius Graton é Nutricionista atuante na Nutrição Clínica & Nutrição Esportiva. Em Uberlândia/MG atende na Clínica Renova - Rua Bernardo Guimarães 417 - Bairro Fundinho. Contato (34) 3255-1237 ou 3231-8655. Para Assessoria Online envie WhatsApp (34)98407-3617

Deixe uma resposta